Projeto Atena > Acordos

O “Cheque em Branco” Alemão para o Império Austro-Húngaro, 6 de Julho de 191418/06/2014por Clifford Lipton

O “Cheque em Branco” Alemão para o Império Austro-Húngaro, 6 de Julho de 1914
 
Nesta data, o chanceler alemão Theobald Von Bethmann-Hollweg enviou um telegrama para o embaixador Alemão em Viena, oferecendo apoio incondicional (daí o termo “Cheque em Branco”) para qualquer ação que o Império Austro-Húngaro escolhesse tomar contra a Sérvia, como punição para o assassinato do Arquiduque Francisco Ferdinando, em 28 de Junho de 1914.
 
CONFIDENCIAL – Para Informação e Orientação de Vsa. Excelência
 
Berlim
6 de Julho de 1914
 
O embaixador austro-húngaro entregou, na data de ontem, ao Imperador, uma carta pessoal do Imperador Francis Joseph, na qual ele retrata a situação atual, do ponto de vista do Império Austro-Húngaro e descreve as medidas que Viena tem em mente. Uma cópia está sendo enviada para Vsa. Excelência.
 
Hoje. Eu respondi ao Conde Szagyeny, em nome de Vsa. Majestade de que Vsa. Majestade envia seus agradecimentos ao Imperador Francis Joseph por sua carta e que lhe responderá pessoalmente, em breve.
 
Entrementes, Vsa. Majestade anseia dizer que ele não está cego frente ao perigo que ameaça o Império Austro-Húngaro e, por consequência, a Tríplice Aliança como resultado da agitação Pan-Eslávica Russa e Sérvia.
 
Apesar de que Vsa. Majestade é conhecida por sentir falta de confiança na Bulgária e em seu governante e naturalmente inclina-se mais a proteger nosso aliado de tempos, Romênia e seu regente Hohenzollern, ele entende muito bem que o Imperador Francis Joseph, em vista da atitude romena e no perigo de uma nova Aliança Báltica direcionada para a monarquia de Danúbio, está ansioso para chegar a um entendimento entre a Bulgária e a Tríplice Aliança.
 
[...]
 
Vsa. Majestade irá, além disso, esforçar-se, em Bucareste, de acordo com os desejos do Imperador Francis Joseph, para influenciar o Rei Carol para que este cumpra seus deveres de sua aliança para a renúncia da Sérvia e para a supressão das agitações Romenas, direcionadas contra o Império Austro-Húngaro.
 
Finalmente, no que tange a Sérvia, Vsa. Majestade, é claro, não pode interferir na disputa corrente entre o Império Austro-Húngaro e este país, já que trata-se de tema fora de sua competência.
 
O Imperador Francis Joseph pode, contudo, ficar seguro de que Vsa. Majestade estará ao lado do Império Austro-Húngaro, como é requerido pelas obrigações de sua aliança e sua antiga amizade.
 
Bethmann-Hollweg
Compartilhar: